Até que ponto o desapego levado a um extremo, pode impedir o caminho para a felicidade plena?